Pesquise aqui

16 de abril de 2017

Páscoa: Jesus ressuscitou!!!

A ressurreição 
"E no primeiro dia da semana Maria Madalena foi ao sepulcro de madrugada, sendo ainda escuro, e viu a pedra tirada do sepulcro.
Correu pois, e foi a Simão Pedro, e ao outro discípulo, a quem Jesus amava, e disse -lhes: Levaram o Senhor do sepulcro, e não sabemos onde o puseram.
Então Pedro saiu com o outro discípulo, e foram ao sepulcro.
E os dois corriam juntos, mas o outro discípulo correu mais apressadamente do que Pedro, e chegou primeiro ao sepulcro.
E, abaixando-se, viu no chão os lençóis; todavia não entrou.
Chegou pois Simão Pedro, que o seguia, e entrou no sepulcro, e viu no chão os lençóis,
E que o lenço, que tinha estado sobre a sua cabeça, não estava com os lençóis, mas enrolado num lugar à parte.
Então entrou também o outro discípulo, que chegará primeiro ao sepulcro, e viu, e creu.
Porque ainda não sabiam a Escritura: que era necessário que ressuscitasse dos mortos.
Tornaram pois os discípulos para casa." (João 20 -1 ao 10)

Até aqui vimos que os amigos de Jesus o foram buscar no sepulcro. Primeiro, Maria Madalena que, não o encontrando ali, ficou desesperada e foi avisar aos discípulos que a sepultura estava vazia.
Simão Pedro e João foram se certificar de que realmente aquilo era verdade. Chegando lá, viram apenas os lençóis e o lenço. Então viram que era verdade: Jesus não estava mais ali. Seu sepulcro estava vazio. Então voltaram para casa.
Eles ainda não sabiam mas Jesus já havia ressuscitado dos mortos. O lugar do Cristo não era no sepulcro. Ele venceu a morte e voltou à vida.
E o que aprendemos com isso? Que nunca vamos encontrar Jesus num sepulcro. Ele não está mais lá. O seu sepulcro está vazio pois Ele é a própria vida.

Jesus aparece a Maria Madalena 
"E Maria estava chorando fora, junto ao sepulcro. Estando ela pois chorando, abaixou-se para o sepulcro;
E viu dois anjos vestidos de branco, assentados onde jazera o corpo de Jesus, um à cabeceira e outro aos pés.
E disseram-lhes eles: Mulher porque choras? Ela lhes disse: Porque levaram o meu Senhor, e não sei onde o puseram.
E, tendo dito isto, voltou-se para trás, e viu Jesus em pé, mas não sabia que era Jesus.
Disse-lhe Jesus: Mulher por que choras? Quem buscas? Ela, cuidando que era o hortelão, disse-lhe: Senhor, se tu o levaste, dize-me onde o puseste, e eu o levarei.
Disse-lhe Jesus: Maria! Ela voltando-se, disse-lhe: Raboni (que quer dizer, Mestre)."
(João 20 - 11 ao 16)

Os discípulos voltaram para casa mas Maria Madalena continuou lá, junto ao sepulcro de Jesus, e ela chorava. Sim, claro, não era pra menos. O Seu amado Mestre tinha sido crucificado e morto e agora nem ao menos o seu corpo ela podia ver. Não poderia mais prestar a sua homenagem a quem a aceitara e a perdoara. Se tiraram ele dali onde o colocaram?
Ela estava disposta a encontrar o corpo de seu querido Mestre.
Então quando ela abaixou-se para o sepulcro viu dois anjos no lugar onde havia sido colocado o corpo de Jesus. Eles lhe perguntaram por que ela chorava. Ela disse o motivo e quando voltou-se para trás, talvez pressentiu que havia alguém atrás dela e este alguém a olhava, sim Jesus já estava ali com ela e a olhava, viu um homem em pé mas não reconheceu o seu Mestre.
Então ele (Jesus) lhe perguntou:
- Mulher, porque choras? Quem buscas?
Vejam só que coisa mais linda estas palavras de Jesus. Quem Maria Madalena estava procurando era quem estava à sua frente agora e falava com ela.
Por isso Jesus lhe perguntou: "Porque choras?" , pois se Ele está vivo para que a tristeza, por que as lágrimas?
E ela achando ainda que era outra pessoa lhe pediu que  dissesse onde o seu Jesus querido estava quando este mesmo Jesus, a quem procurava, a chama pelo nome, mas com ênfase. Ele exclama: "Maria!" Dessa vez não tinha como não saber quem era que falava com ela, quem a chamava assim tão carinhosamente pelo seu nome, com a intimidade de velhos amigos.
Então ela o reconhece e lhe diz: "Raboni". Sim! O Seu amado e querido Mestre estava de volta! A sua  sepultura estava vazia porque Ele tinha voltado à vida. O Mestre dos mestres ressuscitou!
Imaginem a felicidade dessa mulher. Se minutos antes ela chorava de tristeza agora ela tinha motivos pra vibrar de alegria. Se minutos antes ela não sabia onde estava o corpo de Jesus agora ela sabia que Ele estava ali, juntinho com ela.
Eu acho esta uma das passagens mais lindas da Bíblia, senão a mais linda e tocante, que chega a nos emocionar, este maravilhoso encontro de Maria Madalena com o Jesus ressurrecto. Que lindo, que inesquecível, que maravilhoso. Isto é o que Jesus é para nós também: Ele está sempre pronto a nos surpreender. Ele (e somente Ele) transforma o nosso choro em riso e a nossa tristeza em alegria.
Aliás, sem Ele em nossa vida, sem Ele em nosso caminho, o vazio é muito grande mesmo, até difícil de suportar. Sem Jesus conosco sobra espaço para a tristeza, para a solidão e para o desespero que foi ️o que Maria Madalena sentiu. Mas a partir do momento que ela viu Jesus novamente o sepulcro vazio não foi mais motivo de tristeza e sim de alegria pois, se o Mestre não estava mais ali é porque havia ressuscitado!
Sim, é Páscoa, é alegria, pois Jesus vivo está!
Com certeza Maria queria lhe abraçar, beijar e O adorar mas Jesus ainda estava em missão e lhe pediu  assim:
"Não me detenhas, porque ainda não subi para meu Pai, mas vai para meus irmãos, e dize-lhes que eu subo para meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus."
Assim Jesus, o Filho de Deus, cumpriu o plano do Pai, de salvação para a humanidade e depois voltou ao céu,  com todo o poder que lhe foi dado e em breve irá voltar para buscar a sua igreja.
Feliz Páscoa com Jesus!





















14 de abril de 2017

Ele morreu por mim e por você

Hoje se comemora o dia da Paixão de Cristo. Mas o que Jesus fez por nós deve ser lembrado todos os dias e não apenas na chamada sexta-feira santa.
O Seu sacrifício lá na cruz do Calvário há mais de 2000 anos atrás mudou o rumo da História, mudou o mundo e mudou a nossa sorte. Pelo Seu sacrifício o homem pode reconciliar se com Deus e obter o perdão de seus muitos pecados tendo assim a chance da vida eterna. Se não fosse Jesus ter se entregado por nós , o que faríamos para ter acesso ao Pai Celestial? O que seria da gente?

Mas essa história de amor é real. Deus enviou a Terra o seu único Filho, que também é Deus, para nos salvar. Ele se transformou em homem mortal, nasceu pobre, viveu entre nós cumprindo sua missão divina até que chegou o dia, já antes profetizado por Isaías, dele ser acusado, julgado e condenado a morrer numa cruz, sendo antes zombado, escarnecido, humilhado e açoitado. Mas Ele suportou tudo calado, não abriu a boca, não desistiu do plano de redenção para a nossa vida. Sim, mesmo com todo o sofrimento e dor Ele não desistiu da gente. Nos amou até o fim.

Ele foi crucificado entre dois ladrões mas Ele nunca havia feito nada de errado. Ele nunca pecou. Só fez o bem mas escolheu pegar todos os nossos pecados e sofrer o castigo em nosso lugar. Ele morreu em nosso lugar. Ele morreu por nossa causa sabe por quê? Só para nos dar a vida, o perdão e a salvação. Isto é uma grande prova de amor.

Ele nos amou primeiro. Antes de você nascer Ele já sabia que você existiria e já te amava. Ele nos ama até hoje e não desiste de nós. Um dia o Filho de Deus morreu por nós mas ao terceiro dia ressuscitou. Ele ressurgiu dentre os mortos e hoje está a direita de Deus e intercede pela gente.
Você reconhece o sacrifício de Jesus e O aceita como o Teu único e suficiente Salvador? Sim ou não?
Diga sim para Jesus e desfrute de tudo que Ele preparou para a tua vida. Não é pouca coisa não e ainda tem o mais importante: a salvação de sua alma.
O plano de redenção que Deus traçou para a humanidade já foi cumprido. Ele já fez a sua parte. Agora só depende de nós dar valor ao Seu amor e deixá-lo ser o Senhor de nossa vida.

"Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; (...)
Mas ele foi ferido pelas nossas transgressões, e moído pelas nossas iniquidades: o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.
Todos nós andamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho: mas o Senhor fez cair sobre ele a iniquidade de nós todos.
Ele foi oprimido, mas não abriu a sua boça: como um cordeiro foi levado ao matadouro, e, como a ovelha muda perante os seus tosquiadores , ele não abriu a sua boca." (Isaías 53 - 4 ao 7).
Esta foi a profecia do profeta Isaías sobre o padecimento do Messias, o Enviado de Deus e assim aconteceu.
Agora, no Novo Testamento, o próprio Jesus, em conversa com Nicodemos, assegura:
"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigenito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." (João 3 - 16).

4 de setembro de 2016

Salmo 66 - "Cântico de louvor a Deus pelas suas grandes obras"

Salmo 66
"LOUVAI a Deus com brados de júbilo, todas as terras.
Cantai a glória do seu nome; dai glória ao seu louvor.
Dizei a Deus: Quão terrível és tu nas tuas obras! pela grandeza do teu poder se submeterão a ti os teus inimigos.
Toda a terra te adorará e te cantará louvores: eles cantarão o teu nome.
Vinde, e vede as obras de Deus; é terrível nos seus feitos para com os filhos dos homens.
Converteu o mar em terra seca; passaram o rio a pé; ali nos alegramos nele.
Ele domina eternamente pelo seu poder: os seus olhos estão sobre as nações; não se exaltem os rebeldes.
Bendizei, povos, ao nosso Deus, e fazei ouvir a voz do seu louvor.
Ao que sustenta com vida a nossa alma, e não consente que resvalem os nossos pés.
Pois tu, ó Deus, nos provaste; tu nos afinaste como se afina a prata.
Tu nos meteste na rede; afligiste os nossos lombos.
Fizeste com que os homens cavalgassem sobre as nossas cabeças; passamos pelo fogo e pela água; mas trouxeste-nos a um lugar de abundância.
Entrarei em tua casa com holocaustos; pagar-te-ei os meus votos,
Que haviam pronunciado os meus lábios, e dissera a minha boca, quando eu estava na angústia.
Oferecer-te-ei holocaustos de animais nédios, com odorante fumo de carneiros; oferecerei novilhos com cabritos.
Vinde, e ouvi, todos os que temeis a Deus, e eu contarei o que ele tem feito á minha alma.
A ele clamei com a minha boca, e ele foi exaltado pela minha língua.
Seu eu atender à iniquidade no meu coração, o Senhor não me ouvirá;
Mas, na verdade, Deus me ouviu; atendeu à voz da minha oração.
Bendito seja Deus, que não rejeitou a minha oração, nem desviou de mim a sua misericórdia."
(Salmo 66 - 1-20)

Este salmo é um convite para louvarmos o nome do Senhor. Toda a terra está convocada para cantar e adorar ao Deus Todo-Poderoso pelas suas grandes obras, pelo seu imenso poder e porque Ele é terrível em seus feitos. Sim, este é o nosso Deus. Aquele que já transformou o mar em terra seca e fez o seu povo passar a pé. Aquele que domina eternamente...

Ele contempla todas as nações, os grandes e pequenos. Os que são rebeldes, que não ousem em exaltar-se...
Ele é quem nos sustenta com vida e não deixa que caiamos.
Sim, Ele também nos prova, nos aflige e nos faz passar pelo fogo e pela água mas em tudo isso Ele nos garante a vitória. Ele quer ver a nossa fé, a nossa fidelidade, a nossa paciência. É difícil passar pela prova, muito difícil mas Ele não nos abandona em nenhum momento porque é Fiel.

E, depois de vencermos a prova e obtivermos a vitória, entraremos na casa do Senhor com o coração cheio de gratidão e pagaremos os nossos votos, que fizemos no momento de angústia.
Iremos oferecer o nosso louvor, a nossa adoração e glorificar o seu santo nome. E vamos testemunhar e contar o que Ele fez por nós.
No momento de dor, de aperto e perigo, eu clamei ao Senhor e Ele se compadeceu de mim e me livrou, por isso eu O louvo, e O louvarei para sempre.
Mas, se eu der lugar para o pecado em minha vida, se eu der espaço para a iniquidade, o Santo de Israel não poderá me ouvir.
Louvado seja Deus que atendeu à minha oração e nem deixou de ter misericórdia de mim, mesmo sendo pecador.

"Seu eu atender à iniquidade no meu coração, o Senhor não meu ouvirá;
Mas, na verdade, Deus me ouviu; atendeu á voz da minha oração.
Bendito seja Deus, que não rejeitou a minha oração, nem desviou de mim a sua misericórdia." (versículos 18, 19 e 20)